B Fachada | Mynda Guevara Bilhetes

S.M.U.P - Sociedade Musical União Paredense, Parede.

Este evento é somente para maiores de 6 anos. Nenhum reembolso será concedido para menores de 6 anos.

Tipo de bilhetes Preço (valor facial)? Quantidade
GENERAL ADMISSION €6,42 (€6,00) bilhetes indisponíveis

Mais informações sobre B Fachada | Mynda Guevara

 

“Vocês são novos e não se lembram dos discos todos, mas foram todos inesperados.” (entrevista à ComUM, 2019)

Entre formatos físico e digital, lançou cinco EP (destacando-se o remoto “Viola Braguesa”, uma reflexão sobre o conceito da tradição e suas traições, ou o split com as Pega Monstro, de 2015, em reflexo da amizade e acuidade estética), três mini álbuns charneira (“Há Festa na Moradia”, que teve edição física em vinil, “Deus, Pátria e Família”, que aparentou parar o país, e “O Fim”, com que anunciou uma pausa sabática) e sete registos de longa-duração (da discussão das questões de moral associadas ao universo infanto-juvenil de “B Fachada é Pra Meninos” ao manifesto de pop batumada que foi “Criôlo” passando pelo homónimo de 2014, criado com recurso a samples burilados, programações barrocas, batidas apátridas, chegando à obra-prima “Rapazes e Raposas” lançada sem aviso prévio no ano biruta de 2020).
O seu impacto conjunto testa os limites daquilo que, neste domínio, se entende por produção cultural.
Nesta ocasião vai actuar simples, voz e braguesa.


Antes, a rapper, actriz e activista Mynda Guevara apresentar-nos-á um set breve e com certeza poderoso.
Tal como Fachada escolhe como e quando vai lançando nova música e antes do Verão chegou o single e vídeo “Tra Pa Fora”, uma actualização drill no som da sua direcção confiante e atitude insubmissa. Chegou a um público mais alargado com o EP “Mudjer na Rap” em 2019, ano em que protagonizou a curta-metragem “Maria Cobra Preta” de Erika Nieva da Cunha. Participou na mini-série documental “Histórias das Mulheres do Meu País”, da autoria de Raquel Freire, emitida em Março na RTP, e para além das actuações ao vivo em nome próprio tem-se realizado abraçando desafios para residências artísticas. Desde a internacional Turn Up, de onde resultou a colaboração “Chilldown” com o italiano Dario Cangreo, até ao convite do Teatro do Bairro Alto, para o qual montou o espectáculo “Ritmos de Xperança” com Dj Firmeza e João Grilo em Maio deste ano.



Bilhetes disponíveis em seetickets.pt, na secretaria da SMUP (2ª a 6ª das 15:00 às 19:00) e no próprio dia à porta (caso não esgotem antes do evento).